Alimentação saudável

Durante o primeiro ano de vida, o ritmo de crescimento do bebé é extremamente rápido, como tal a sua alimentação é um ponto fundamental para este crescimento se dar da melhor forma. Contudo e infelizmente estamos numa era em que a obesidade infantil tem vindo a fazer parte do nosso quotidiano sendo uns dos grandes problemas de saúde a ser difícil de combater. Estatisticamente uma em cada seis crianças têm problemas de excesso de peso.

Durante os dois primeiros anos de vida os bebés que aumentam demasiado o peso têm probabilidade de sofrer da garganta, nariz e ouvidos.

Os pais devem de ter em atenção que a energia necessária para o crescimento saudável de uma criança deve ser proveniente de uma alimentação rica e variada.

Alimentacao Saudavel Mae e FilhoIgualmente importante a uma alimentação saudável é também o exemplo que os adultos dão às crianças na sua forma de comer. Antes de mais é essencial reconhecer a importância das rotinas. O papel dos pais é decisivo, pois são eles que têm a enorme responsabilidade de ser o exemplo dos próprios filhos. É bom mostrar à criança o interesse de ter uma boa relação com todos os alimentos, até mesmo com aqueles que partimos do princípio que as crianças não gostam - elas não podem não gostar, do que não conhecem!

Sugiro algumas medidas que podemos ter em conta e que podem facilitar a boa relação das crianças com todos os alimentos:

  • A criança deve comer bem nas três principais refeições do dia, há que estabelecer regras e ter firmeza para lhe poder dizer que só se come à mesa e nas horas estabelecidas;
  • Procurar com que a criança não tenha de comer à pressa, ensinando-a a mastigar bem todos os alimentos;
  • Nunca utilizar alimentos como prémios ou recompensas;
  • Reduzir o máximo possível os doces;
  • Tentar sempre dar fruta na vez da bolacha;
  • Se a criança se recusa a beber leite, apesar da insistência, tentar compensar com derivados, iogurtes, queijo, etc;
  • São sempre de explorar os truques que se conseguem fazer com os vegetais como o puré de cenoura, carne picada com legumes, sumos e batidos de vegetais. Deve tentar sempre habituar a criança a estes sabores para que não seja uma coisa totalmente estranha.

Regra geral as crianças necessitam de três grandes refeições diárias e de dois lanches, um a meio da manha e outro a meio da tarde. A mais importante das refeições é o pequeno-almoço, tantas vezes descurado, pelos pais pela falta de tempo matinal, ou pelas próprias birras dos filhos. Por muito que depois se tente compensar na escola com o reforço da manha, não é a mesma coisa, os pais tem de se convencer do mal que faz ao organismo de uma criança não tomar o pequeno-almoço.

Alimentacao Saudavel-Bebe-MelanciaContudo todas as refeições são importantes, e não nos podemos esquecer de os estimular a uma boa alimentação. Como crianças que são, a partir do primeiro ano de idade, dão muita importância à forma como os alimentos são apresentados, pois são muito observadoras.
As refeições ricas na variedade de formas e cores são, logo à partida, motivo de grande desejo e uma ajuda imprescindível para um maior apetite.

É muito comum a criança recusar comer ou não querer um alimento em especial. Não se deve dar demasiada importancia, não se deve ser demasiado rigido nem demasiado flexivel, tentar-se chegar a um acordo entre o que se gosta e o que não se gosta, para que haja assim um meio termo entre o que é certo e o que a criança prefere.

Todos juntos e com regras básicas a nível da alimentação, talvez consigamos baixar o numero de crianças obesas e aumentar o numero de crianças uma alimentação rica e saudável.

 

Fonte: Guia Nutricional de saúde, 2000